• Newsletter

  • Boletim informativo de LACNIC para a comunidade da Internet

Segurança cibernética

Feed
Cambiar tamaño de fuente:

11/06/2019

Quatro dias de segurança cibernética na Patagônia

Mais de cinquenta profissionais em segurança cibernética da Patagônia argentina participaram durante quatro dias de uma conferência e uma oficina de capacitação sobre gestão de incidentes de computador e criação de centros de resposta, organizado pelo WARP de LACNIC na província de Neuquén.

Juntamente com a Secretaria de Gestão da Modernização Pública de Neuquén e a Universidade Nacional de La Plata, o WARP de LACNIC reuniu especialistas de bancos, organizações públicas e privadas, governos provinciais, organizações acadêmicas, entre outros, para analisar as últimas tendências em segurança cibernética e trabalhar na criação de Centros de Resposta a Incidentes de Segurança de Computadores (CSIRT).

No primeiro dia foram ministradas palestras sobre o trabalho do WARP de LACNIC, as últimas tendências em ataques de segurança cibernética na América Latina e a importância de ter equipes coordenadas e colaborativas para enfrentar os desafios dos criminosos cibernéticos.

Após isso, foram desenvolvidos três dias do workshop de AMPARO, um projeto de LACNIC que busca fortalecer o conhecimento sobre os problemas da segurança de computadores por meio da capacitação de especialistas e da promoção de CSIRTs.

Graciela Martínez, responsável pelo WARP de LACNIC e instrutora das oficinas, salientou o bom trabalho realizado com profissionais argentinos que trabalham em organizações com infraestrutura crítica na zona da Patagônia. “Nós fomos capazes de assessorá-los desde o WARP da melhor forma e desde o caminho adequado para a formacao de centros de resposta de acordo com as características de cada organização”, afirmou Martinez.

A especialista destacou que, durante a oficina e os exercícios práticos, um grupo de técnicos com diferentes visões, e inclusive concorrentes no mercado de ISPs, descobriram uma forma conjunta de enfrentar os problemas de segurança comuns às suas organizações. “Esta capacitação permitiu que eles percebessem que a gestão de incidentes é uma maneira de trabalhar de forma coordenada”, disse Martinez.

“Contribuímos para a construção nessa região de comunidade, a fim de que essas pessoas possam continuar trabalhando em questões de segurança cibernética de forma organizada e coordenada, pudendo assim gerenciar melhor os incidentes”, disse Martinez.

Por sua vez, a coordenadora técnica responsável pela Secretaria de Modernização da Gestão Pública de Neuquén, Alejandra Di Crocco, salientou que a oficina serviu para ver como os cidadãos são protegidos, como as redes são cuidadas, e como proteger os serviços e sistemas contra os desafios e ataques dos cibercriminosos.

Reunião com ARSAT. Após a oficina, Martínez viajou para Buenos Aires a fim de visitar a sede da Empresa Nacional de Soluções via Satélite (ARSAT) da Argentina. Lá ele se reuniu com especialistas e técnicos e autoridades da Secretaria de Modernização da Argentina, uma vez que eles querem estabelecer um relacionamento estreito com o WARP de LACNIC para trabalhar conjuntamente em questões de gestão de incidentes.