Quatro dias de segurança cibernética na Patagônia

11/06/2019

Mais de cinquenta profissionais em segurança cibernética da Patagônia argentina participaram durante quatro dias de uma conferência e uma oficina de capacitação sobre gestão de incidentes de computador e criação de centros de resposta, organizado pelo WARP de LACNIC na província de Neuquén.

Juntamente com a Secretaria de Gestão da Modernização Pública de Neuquén e a Universidade Nacional de La Plata, o WARP de LACNIC reuniu especialistas de bancos, organizações públicas e privadas, governos provinciais, organizações acadêmicas, entre outros, para analisar as últimas tendências em segurança cibernética e trabalhar na criação de Centros de Resposta a Incidentes de Segurança de Computadores (CSIRT).

No primeiro dia foram ministradas palestras sobre o trabalho do WARP de LACNIC, as últimas tendências em ataques de segurança cibernética na América Latina e a importância de ter equipes coordenadas e colaborativas para enfrentar os desafios dos criminosos cibernéticos.

Após isso, foram desenvolvidos três dias do workshop de AMPARO, um projeto de LACNIC que busca fortalecer o conhecimento sobre os problemas da segurança de computadores por meio da capacitação de especialistas e da promoção de CSIRTs.

Graciela Martínez, responsável pelo WARP de LACNIC e instrutora das oficinas, salientou o bom trabalho realizado com profissionais argentinos que trabalham em organizações com infraestrutura crítica na zona da Patagônia. “Nós fomos capazes de assessorá-los desde o WARP da melhor forma e desde o caminho adequado para a formacao de centros de resposta de acordo com as características de cada organização”, afirmou Martinez.

A especialista destacou que, durante a oficina e os exercícios práticos, um grupo de técnicos com diferentes visões, e inclusive concorrentes no mercado de ISPs, descobriram uma forma conjunta de enfrentar os problemas de segurança comuns às suas organizações. “Esta capacitação permitiu que eles percebessem que a gestão de incidentes é uma maneira de trabalhar de forma coordenada”, disse Martinez.

“Contribuímos para a construção nessa região de comunidade, a fim de que essas pessoas possam continuar trabalhando em questões de segurança cibernética de forma organizada e coordenada, pudendo assim gerenciar melhor os incidentes”, disse Martinez.

Por sua vez, a coordenadora técnica responsável pela Secretaria de Modernização da Gestão Pública de Neuquén, Alejandra Di Crocco, salientou que a oficina serviu para ver como os cidadãos são protegidos, como as redes são cuidadas, e como proteger os serviços e sistemas contra os desafios e ataques dos cibercriminosos.

Reunião com ARSAT. Após a oficina, Martínez viajou para Buenos Aires a fim de visitar a sede da Empresa Nacional de Soluções via Satélite (ARSAT) da Argentina. Lá ele se reuniu com especialistas e técnicos e autoridades da Secretaria de Modernização da Argentina, uma vez que eles querem estabelecer um relacionamento estreito com o WARP de LACNIC para trabalhar conjuntamente em questões de gestão de incidentes.

Suscríbete para recibir mensualmente las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe and monthly receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber mensalmente as últimas novidades no seu e-mail