Roteamento

Qual a importância de instalar e medir as cópias dos servidores raiz na região?

30/03/2021

A instalação de cópias anycast na região dos 13 servidores raiz da Internet, reduziu drasticamente a latência e melhorou a experiência dos internautas da América Latina e do Caribe.

Concluiu o especialista e pesquisador do NIC Chile, Hugo Salgado, após levar adiante com o LACNIC a atualização de um projeto sobre medições a rot servers na América Latina e no Caribe.

LACNIC analisou o tempo de resposta da região para os servidores raiz do Sistema de Nomes de Domínio da Internet (DNS), utilizando a plataforma de medições do RIPE Atlas, que conta com medições desde o ano 2012. Nos países de abrangência do LACNIC existe atualmente cerca de 1200 sondas do RIPE Atlas, que são utilizadas no projeto para efetivar as medições.

As cópias dos servidores raízes instaladas na região – mais de 30 através do programa +Raizes do LACNIC (ver mapa) – tiveram impacto direto na infraestrutura crítica da Internet e reduziram radicalmente o tempo de latência com os servidores raiz originais.

No mundo há 13 servidores raiz, cujos nomes são da forma letra.root-servers.net. Mediante a tecnologia anycast, foram implementadas cópias destes servidores no mundo todo. Estes servidores recebem milhares de consultas a cada segundo e, mesmo com sobrecarga, a resolução de nomes é realizada com eficiência. E, com o intuito de aumentar essa eficiência na região e melhorar a resiliência da Internet, o LACNIC promoveu a instalação de cópias, permitindo assim realizar qualquer consulta à cópia mais próxima de cada servidor, sem precisar chegar ao original.

No caso de um país como o Chile que sofre terremotos de forma periódica, esta tecnologia permite, por exemplo, continuar operando Internet a nível local, a pesar dos cortes da conexão com o resto do mundo, relatou Salgado. “De certa forma isso é o que buscamos com a instalação das cópias locais do Programa +Raízes”, ponderou Guillermo Cicileo, líder de pesquisa e desenvolvimento em infraestrutura da Internet do LACNIC.

Este estudo, afirma Salgado, busca dar motivos concretos às organizações da região para a instalação de mais cópias dos servidores raiz originais.  Promove também uma rede maior de sondas do projeto RIPE Atlas na região, procurando obter melhores resultados nas medições.

Na página do LACNIC Labs – onde o trabalho está hospedado – é possível fazer exercícios e visualizar os dados para saber o nível de correção das respostas que vêm de cada país para os servidores raiz, assim como comparar diferentes países ou regiões. Ali aparece o tempo para a resposta aos rot servers. Salgado estima que 80% da região possui tempo de resposta adequado.

A informação será atualizada a cada três meses no banco de dados proporcionado pelas sondas. Com esta medição, conclui Salgado, conseguimos uma representação da robustez e da resiliência dos sistemas de nomes de domínio na região da América Latina e do Caribe.