Programa FRIDA

Chamada do FRIDA para financiar projetos de Internet na região

28/04/2021

O Fundo para o Fortalecimento da Internet na América Latina e Caribe (FRIDA) do LACNIC abre a convocatória deste ano para financiar projetos inovadores que promovam a estabilidade, segurança e abertura da rede na região.

A chamada 2021 financiará projetos em três categorias: estabilidade e segurança da Internet; Internet aberta e livre; acesso à Internet.

O processo de candidatura estará aberto a partir do dia 26 de abril na plataforma web do FRIDA e prevê a entrega de três prêmios (um por cada categoria) e 14 subvenções por montantes de US$ 10 mil e US$ 40 mil para projetos de até 12 meses de execução.

“Estamos inspirados por conhecer cada um dos projetos que são apresentados anualmente nesta convocatória. Faz com que nos lembremos de que há uma comunidade muito ativa, desenvolvendo ideias que enriquecem o funcionamento da Internet e que aproximam a tecnologia à solução de problemas concretos. Alentamos a todas as pessoas que possuam um projeto nesta linha a se apresentarem para a convocatória 2021, com o intuito de potenciar o escopo do seu trabalho. Afirmou Laura Kaplan, Gerente de Desenvolvimento e Cooperação do LACNIC.

Três categorias. A chamada se divide em três categorias. Em estabilidade e segurança, FRIDA dará apoio a iniciativas que busquem favorecer a estabilidade e a segurança da rede para reforçar a confiança dos usuários. Os trabalhos podem abordar algum destes quatro eixos temáticos: cibersegurança, resiliência, interconexão e inovação em operação de redes.

Na categoria Internet aberta e livre, as iniciativas terão que promover a proteção da natureza livre e aberta da Internet, assim como defender os direitos digitais de populações vulneráveis na América Latina. Serão selecionados projetos sobre liberdade de expressão online, privacidade e proteção de dados e direitos digitais e diversidade.

A categoria Acesso à Internet promoverá projetos inovadores para aumentar o acesso à Internet nos territórios da região. Serão financiados quatro tópicos: modelos alternativos de acesso, interconexão, tecnologias para a conectividade e energia para a conectividade.

Perguntas, prazos e dúvidas. O processo de candidatura se divide em duas etapas. Na primeira, os candidatos terão prazo para apresentar um resumo da sua iniciativa. Apenas os projetos que fiquem pré-selecionados serão anunciados no dia 2 de agosto e passarão para a segunda etapa, onde será solicitada a apresentação de uma proposta detalhada. A seleção dos vencedores estará a cargo de um júri formado por profissionais experientes da América Latina e Caribe:  Carolina Aguerre, Amparo Arango, María Paz Canales, Antonio Moreiras, Arturo Servin e Erika Veja. Os resultados finais serão anunciados no dia 20 de setembro.

Os interessados em participar podem tirar suas dúvidas aqui.