IPv6

“O IPv6 nos mantém altamente competitivo e à vanguarda”

30/11/2020

Com o seu projeto “Implementação do IPv6 KIO”, que consistiu em habilitar equipamentos de última geração, ferramentas e protocolos de redes, a companhia KIO Networks do México obteve o segundo maior prêmio na oitava edição do Desafio IPv6, organizado pelo LACNIC.

Motivados pelo seu espírito vanguardista, a equipe técnica da KIO desenvolveu o projeto para situar-se no mesmo nível que os grandes jogadores da Internet do México e da região.

Daniel García Mata, responsável pela iniciativa, destacou que, em pouco tempo, o consumo do IPv6 sobre o IPv4 poderá ser percebido conforme for mudando o paradigma no ecossistema sobre suas vantagens e uso.

O que impulsionou vocês a participarem do Desafio IPv6?

O Desafio impulsionou ainda mais a constante renovação tecnológica das redes de nossos centros de processamento de dados no México, aproximando o IPv6 e outras tecnologias e serviços a clientes hospedados nos centros de dados no curto prazo. Além do mais, estamos alinhados aos requerimentos futuros, nossa infraestrutura e serviços se mantêm sempre à vanguarda, é por esse motivo que apresentamos à comunidade do LACNIC os avanços e resultados do nosso projeto.

Em que consistiu o projeto “Implementação do IPv6 KIO”?

Na KIO Networks contamos com um projeto macro denominado Olympus, que inclui diversos tracks e dentro deles está a implementação do IPv6 KIO. Este projeto consiste na transição de mais de 7.000 portos de uma infraestrutura legacy a uma rede totalmente renovada e bem arquitetada, concorrendo facilmente a nível mundial com os grandes ISPs e Data Centers.

A implementação do IPv6 KIO consiste em habilitar com equipamento de última geração, ferramentas e protocolos de redes (segment routing, evpn, automação, telemetria, Inteligência artificial, entre outros) que hoje em dia são usados por gigantes da tecnologia no mercado. Com isso fortalecemos uma entrega de serviços ágil, inteligente e, acima de tudo, com a capacidade de enfrentar os novos desafios de serviços, utilizando IPv6 dentro de nossos centros de processamento de dados.

Quais os resultados obtidos com esse projeto? Os objetivos foram atingidos?

Totalmente. Conseguimos preparar todo o nosso backbone de comunicações, o edge para carriers da Internet, DNS e habilitar inclusive 6VPN (VPN Provider Edge over MPLS) para conseguir entregar serviços IPv6 através de toda nossa MPLS com EVPN. Hoje em dia estamos prontos para oferecer a implementação a nossos clientes hospedados em nossos centros de processamento de dados, e assim oferecer-lhes a oportunidade de fazer parte desta nova era do IPv6.

Na KIO Networks nos mantemos altamente competitivos, oferecendo servidores IPv6 que fazem com que estejamos na vanguarda do mercado de Tecnologias da Informação.

A pandemia significou maiores dificuldades para a implementação do IPv6 ou acelerou o seu processo?

A pandemia representou um desafio por muitos fatores; o principal: trabalhar à distância com uma equipe à qual estávamos acostumados a nos ver todos os dias no escritório. No entanto, nosso DNA KIO se manifestou a todo momento, nossa inovação, compromisso, agilidade, sentido de urgência, confiança e flexibilidade foram o motor para conseguir implementar IPv6.

Consideram que as organizações do México e da região são conscientes da necessidade de implementar IPv6?

Sem dúvida alguma são conscientes sim, muitas organizações fizeram uma análise e sua implementação se acelerou nos últimos anos. É possível ver o consumo do IPv6 sobre o IPv4 à medida que o paradigma de suas vantagens e de seu uso for mudando no ecossistema.