• Newsletter

  • Boletim informativo de LACNIC para a comunidade da Internet

IPv6

Feed
Cambiar tamaño de fuente:

30/04/2019

Jool, uma ferramenta que facilita o caminho para o IPv6

O Jool, uma ferramenta que nasceu como um pequeno experimento com estudantes do Tecnológico de Monterrey (México), tornou-se um grande facilitador da transição entre o IPv4 e o IPv6. Este desenvolvimento tecnológico inovador, ideado por NIC México e TEC de Monterrey, permite a comunicação entre nós que estão no IPv4 e nós que estão no IPv6 sem interromper o serviço de acesso à Internet para os usuários.

Segundo Jorge Cano, arquiteto de sistemas com ampla experiência em programação no México, Jool está sendo usado em infraestruturas de organizações da Internet de diferentes regiões do mundo com grande sucesso. Cano acredita que ferramentas como Jool contribuem para o desenvolvimento do IPv6 porque ajudam os provedores de acesso à Internet a projetar soluções em que usuários e serviços em redes com os dois protocolos podem se comunicar entre si.

LACNIC organizou um webinar neste mês sobre casos de aplicação prática do Jool, em que Cano compartilhou com um grande público on-line as características principais e formas de configurar essa ferramenta de transição.

Por que idearam Jool como um software de código aberto?

Quase toda a infraestrutura de NIC México é baseada em projetos de código aberto: começar a realizar projetos neste formato é a nossa maneira de retornar um pouco para esta comunidade. Também é uma forma de cumprir um dos nossos objetivos, que é ajudar no desenvolvimento de uma melhor Internet na região.

Que resposta receberam da comunidade técnica? Vocês têm presente qual é o uso de Jool nos países da região?

Desde que liberamos nossa primeira versão para produção, a resposta da comunidade técnica no mundo todo tem sido excelente. Recebemos comentários muito bons de usuários que fizeram o download e usaram o Jool em suas infraestruturas. O feedback que nos deram foi muito valioso para continuar melhorando o Jool ao longo dos anos.

Infelizmente não temos os meios para estimar o uso do Jool na produção, só temos informações dos próprios usuários que nos informam o modo em que estão usando o Jool. Desde o início, a maioria dos nossos usuários e atividades vêm de países da Europa e da Ásia, mas já começamos a conhecer casos de pessoas na América Latina que começaram a usar essa ferramenta.

É possível medir o desempenho de Jool desde que foi apresentado no LACNIC 27 no Brasil?

A apresentação no LACNIC 27 nos deu um grande impulso na região da América Latina. Quando normalmente não tínhamos consultas ou visitas desde países do centro e do sul do continente, a partir da apresentação no Brasil recebemos não apenas visitas, mas também perguntas e histórias de pessoas que estão atualmente fazendo testes em laboratórios com o objetivo de implementar redes de IPv6 usando o Jool como peça-chave de sua solução para a transição. Somos muito gratos pelo espaço oferecido por LACNIC para apresentar nosso trabalho à comunidade e ao apoio recebido de toda a sua equipe.

Vocês acham que a migração do IPv4 para o IPv6 levará mais tempo do que o esperado?

A transição do IPv4 para o IPv6 demorou mais do que se pensava, no entanto, devido ao esgotamento iminente do espaço de endereçamento no IPv4, a única solução a longo prazo é a transição para o IPv6. Esperamos que ferramentas como Jool ajudem os operadores de rede e possam continuar a oferecer serviços de qualidade a seus usuários, e que, para eles, seja transparente se estão usando uma rede do IPv4 ou do IPv6.

Estas ferramentas que permitem a coexistência de ambos os protocolos, ajudam a implementar o IPv6? Por que?

Ajudam sim, pensemos do ponto de vista de um usuário final que usa a Internet. Se uma pessoa não puder acessar um serviço na Internet porque está em uma rede IPv6 e o serviço em uma rede IPv4, ela não sabe, nem está interessada no fato de que as versões do IP são incompatíveis entre si; ela só sabe que não pode usar o serviço e que vai ter uma experiência ruim como usuário. Ferramentas de transição, como Jool, ajudam os provedores de acesso à Internet a procurar soluções para que usuários e serviços em redes do IPv4 e do IPv6 possam se comunicar entre si e que o serviço oferecido a seus usuários não seja afetado.

Confira o webinar “Sessão prática com Jool” aqui.