• Newsletter

  • Boletim informativo de LACNIC para a comunidade da Internet

IPv6

Feed
Cambiar tamaño de fuente:

20/11/2018

Doze passos para implementar o IPv6

A implementação do IPv6 em uma rede deve ser diferente à do IPv4 porque são protocolos diferentes com complexidades específicas, afirmou o consultor Jordi Palet em um relatório intitulado “12 passos para implementar o IPv6 em redes corporativas e governos”.

Este relatório inclui dois documentos orientados a governos e empresas para a implementação da versão mais recente do protocolo IP. Neles, Jordi detalha os passos mais importantes para uma implementação adequada do IPv6.

“Os nossos clientes, além dos ISPs, são muitos governos, assim como outras redes corporativas ou de negócios, que em resumo são quase o mesmo diante de uma implementação do IPv6. A diferença será a sua “extensão” em termos de número de sites, mas a sua complexidade e os seus requisitos, são basicamente os mesmos”, disse o especialista em redes .-

Palet escreveu os documentos depois de descobrir que muitas organizações acreditam que a implementação do IPv6 deve ser feita da mesma forma que a do IPv4. “A ideia é alertar aqueles que acreditam que estão fazendo as coisas certas quando na verdade estão no caminho errado”, disse o consultor.

Palet incluiu os governos em suas recomendações porque são grandes consumidores de TI. “Não seria apropriado para um governo adquirir equipamento, software, serviços, recursos humanos, etc., que não tenham o suporte adequado do IPv6, pagá-los com o dinheiro de todos e ter que repetir esse investimento antes do período razoável de amortização, pelo fato de ter esquecido que deveria ter exigido o suporte do IPv6 “, afirmou o autor dos documentos.

Em sua opinião, o governo, nas compras públicas, deve exigir o IPv6 para assim forçar o setor privado a se preparar para concorrer em contratos com o Estado com esse protocolo.

Como se isso não bastasse, acrescenta o autor, a implementação do IPv6 é uma grande oportunidade para os governos repensarem a forma de interligar todas as sedes de suas organizações e, assim, poupar muitos milhões de dólares.

Confira os documentos completos aqui