Projeto de LACNIC para colaborar na geolocalização dos endereços IP

30/08/2018

A área de Tecnologia de LACNIC vem trabalhando no desenvolvimento de um programa beta de geolocalização dos endereços IP utilizados por organizações e empresas da região da América Latina e o Caribe.

O projeto, desenvolvido pelos engenheiros de LACNIC, é inspirado em uma ideia do IETF de publicar informações de geolocalização dos IPs em um formato padrão.

A geolocalização consiste em ligar o endereço IP que usa um computador para se conectar a Internet com uma posição real em um mapa geográfico.

Para desenvolver a plataforma Geo Feeds, a equipe de LACNIC baseou-se em uma proposta chamada “Self-published IP Geolocation Data” [ID: Self Published Geofeeds] apresentada ao IETF em 2013 pelos engenheiros do Google, que basicamente permite aos operadores postarem informações do lugar onde um endereço IP está localizado. “Estamos dando à nossa comunidade um serviço a modo de teste (um serviço beta) para que possa gerar e publicar suas informações de localização sobre os blocos de endereços IP que estão usando”, disse Carlos Martínez, gerente de tecnologia de LACNIC.

As organizações podem acessar o sistema desenvolvido por LACNIC através da URL a seguir: https://geofeeds.lacnic.net/ e assim gerar de forma voluntária as informações de localização geográfica de seus endereços IP.

Além disso, poderão baixar as informações completas geofeeds geradas clicando no seguinte link https://geofeeds.lacnic.net/geo/geoFeeds.csv

Cada empresa ou organização associada à LANIC que queira contribuir com os dados de seus blocos IP poderá inserir informações sobre onde está usando os endereços da Internet (cidade, país, região, código postal) designados pelo registro regional.

Esses arquivos serão usados abertamente pela comunidade quando fizer perguntas sobre a localização de um endereço IP.

As informações inseridas pelos associados serão postadas de forma experimental em um portal de geolocalização operado por RIPE-NCC, onde são tiradas diferentes fontes disponíveis de localização dos IP, é feita uma ponderação, e perante uma consulta, é elaborada uma pontuação geral com uma estimativa de local (país, cidade, etc.) de onde um endereço IP está sendo usado.

“RIPE-NCC vai considerar os geofeeds criados pelas organizações de LACNIC como mais um elemento nessa ponderação. Nossa ferramenta contribuirá com informações para o sistema RIPE-NCC e aparecerá como um dos itens da pontuação”, acrescentou Martínez.

Até hoje, a informação ‘geográfica’ listada por LACNIC é o país do endereço legal da organização que recebe os recursos e muitas vezes não é o lugar onde o endereço IP está sendo usado.

Embora Martinez tenha esclarecido que os Registros Regionais da Internet – como LACNIC – não garantem as informações de geolocalização, sim devem promover discussões na comunidade e fornecer ferramentas para resolver as dificuldades que surgem com o uso dos endereços IP.

O projeto de LACNIC sobre geolocalização de IP está disponível em https://geofeeds.lacnic.net/ e será apresentado no evento LACNIC 30 a ser realizado na cidade de Rosario, Argentina, de 24 a 28 de setembro de 2018.

Suscríbete para recibir mensualmente las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe and monthly receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber mensalmente as últimas novidades no seu e-mail