Os NOG, o veículo para a colaboração técnica na LAC

28/04/2022

Por Carlos Martínez e Israel Rosas

De acordo com os dados do CIDR Report, para o mês de abril de 2022, a Internet estará composta por um pouco mais de 73 mil Sistemas Autônomos. Estas redes que conformam a Internet são implementadas e mantidas pelas operadoras de redes que compartilham a responsabilidade do bom funcionamento da rede de redes.

Sem importar a natureza ou o tamanho da organização que implementa e mantém cada uma destas redes, suas operadoras dispõem de espaços de reuniões para a troca de informação, solucionar problemas e construir conhecimento de forma colaborativa. Estes grupos são conhecidos como Grupos de Operadoras de Redes (Network Operators Groups, NOG).

Existem NOG locais e regionais em várias partes do mundo. Sem importar onde estão localizados, os NOG possuem uma noção de comunidade que se torna imprescindível para fomentar a colaboração, reconhecendo ao mesmo tempo a diversidade do ambiente em que trabalham as operadoras de redes. Por exemplo: enfrentar desafios relacionados à reflexão e à interferência de sinais de rádio que viajam sobre espelhos de água salgada não é o mesmo que precisar de soluções para combater o sobreaquecimento de equipamentos em lugares quentes e secos.

O primeiro passo para impulsionar um novo NOG é contar com a ideia inicial de formar comunidade. A partir daí as interações surgirão de forma natural através do canal que se adaptar melhor às necessidades de seus integrantes. Em alguns NOG, a interação ocorre majoritariamente mediante listas de correio e encontros virtuais ou presenciais. Em outros, como no NOG Bolívia ou no NOG Costa Rica, a interação também acontece através de grupos de mensagens instantâneas, enquanto que o LACNOG decidiu explorar o uso de um servidor em Discord para adicionar à oferta de canais de comunicação.

O que ficou claro é que, não importa qual o mecanismo de comunicação entre seus integrantes, os NOG consolidaram-se como espaços idôneos para um amplo leque de atividades. Nos NOG é possível falar sobre temas de interesse em comum, resolver problemas em conjunto, buscar treinamentos ou atrair palestrantes de outras organizações do ecossistema para resolver dúvidas. Alguns grupos já estão discutindo assuntos de fronteira, como a automação das operações de rede.

Para as pessoas interessadas em formar um novo NOG ou fortalecer algum NOG existente, a melhor opção é se aproximar e pedir assessoria e ideias a outros que já percorreram o mesmo trajeto. Percebemos que sempre há pessoas dispostas a compartilharem conselhos.

Suscríbete para recibir mensualmente las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe and monthly receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber mensalmente as últimas novidades no seu e-mail