LACNIC

Institucional

Encontros personalizados com os associados

30/07/2018

A área de Serviços de LACNIC visitou 12 empresas e organizações da Internet na Argentina, em sua primeira visita aos associados deste ano. As reuniões fazem parte do programa de visitas aos membros que vem sendo realizada há três anos e visam envolver os membros nas questões mais relevantes da comunidade e as atividades regulares do Registro Regional da Internet para a América Latina e o Caribe. Nesta ocasião, os encontros, realizados com membros de Mendoza e Córdoba, buscaram informar em primeira mão sobre a evolução da implementação do IPv6 na região e o esgotamento do IPv4, bem como informar sobre as oportunidades de participação e do próximo evento de LACNIC 30 na Argentina.

Uma equipe de LACNIC – composta por Alfredo Verderosa, gerente da área de Serviços; Paula Manci, líder de Serviços aos Membros; e Guillermo Cicileo, responsável pelo Programa de Segurança e Estabilidade da Internet – manteve reuniões com gerentes de nível médio, gerentes e autoridades das 12 entidades argentinas visitadas nesta oportunidade.

Verderosa salientou que nas reuniões todos os interlocutores visitados em Mendoza e Córdoba falaram sobre o IPv6. “Embora eles ainda não a considerem uma necessidade concreta”, as empresas “estão cientes de que precisam se preparar para sua implementação”, afirmou o gerente de Serviços de LACNIC.

Cicileo apresentou a cada um dos clientes os números de uso do IPv6 na região e todas as potencialidades que o protocolo da Internet mais recente traz. Nesse sentido, novos fatos surgiram, como o que aconteceu na reunião com as autoridades do governo de Córdoba, que se encontra em importantes projetos de implementação de redes de fibra e planos de cidades digitais. “Esta foi uma ótima oportunidade para discutir as opções para incorporar o IPv6 nesses projetos, bem como os benefícios de ter endereços IP e sistemas autônomos para as instituições governamentais”, disse Cicileo. Da mesma forma, do governo de Córdoba já manifestaram sua disposição para continuar o contato com LACNIC, não apenas para solicitar endereços IP, mas também para colaborar em outros projetos em conjunto.

Manci informou que a maioria das organizações ficou interessada pelos cursos de formação no Campus de LACNIC e nas bolsas às que os colaboradores das empresas associadas a LACNIC têm direito. “Também informamos sobre os serviços e benefícios que eles têm por serem membros. Vamos à casa dos nossos clientes para explicar o que é que eles solicitaram quando se associaram a LACNIC e pediram pacotes de endereços IP”, disse Manci.

Durante a visita, a equipe de LACNIC também teve a oportunidade de se reunir com cooperativas que fornecem serviços de Internet em localidades ou zonas mais distantes das cidades, onde, em parte devido à geografia de ambas as províncias argentinas, os grandes operadores não chegam.

Desde o início deste programa de visitas personalizadas, a área de Serviços de LACNIC manteve cerca de 200 reuniões com clientes em 22 cidades de 16 países da América Latina e o Caribe.

Para este ano, está previsto continuar o programa com encontros com associados da Honduras, El Salvador, Belize e Curaçao.