Todas as vozes sobre a Governança da Internet

31/10/2018

O programa Líderes de LACNIC apoiou no mês passado diferentes espaços nacionais sobre Governança da Internet realizados em países da região buscando promover a multiplicidade de vozes nesses debates. Integrantes da equipe de LACNIC participaram ativamente dos encontros realizados em El Salvador, Costa Rica, Haiti e Venezuela.

LACNIC procura colocar nesses espaços de discussão a sua visão de múltiplas partes interessadas, para assim enriquecer o aprendizado sobre a Governança da Internet.

O primeiro de El Salvador. Alejandro Acosta, engenheiro da área de I+D de LACNIC, participou do primeiro encontro IGF realizado em El Salvador com a participação de palestrantes nacionais e estrangeiros. Cerca de 100 pessoas trabalharam em sete grupos de discussão sobre questões como infraestrutura, segurança, economia, questões legais, entre outras. A reunião, moderada principalmente por Rafael Lito Ibarra, membro da Diretoria de LACNIC e da ICANN, contou com a presença da academia, sociedade civil, ONGs e especialistas técnicos.

As discussões temáticas foram desenvolvidas de acordo ao modelo analítico das 7 “cestas” de Governança da Internet, e os insumos obtidos foram incluídos em um documento final conjuntamente com as relatorias de cada um dos grupos.

Acosta também falou no Fórum de Governança da Internet na Venezuela, em que foram discutidas questões muito semelhantes às debatidas em El Salvador.

Três eixos na Costa Rica. César Díaz, líder das relações estratégicas e telecomunicações de LACNIC, esteve no segundo Diálogo de Governança da Internet da Costa Rica, em que foram discutidos três eixos fundamentais: segurança cibernética, neutralidade da rede e acesso à Internet.

Esses eixos foram discutidos em mesas redondas, o que estimulou a participação dos participantes ao diálogo. O representante de LACNIC participou da mesa sobre Acesso à Internet e contribuiu com a perspectiva da organização com experiências positivas em termos de garantir o acesso aos cidadãos da região.

Ao final das sessões, os palestrantes apresentaram um relatório sobre as discussões de cada um dos eixos debatidos.

Os desconectados do Haiti. Kevon Swift, líder das relações estratégicas e integração de LACNIC e atuando como representante da organização, participou do primeiro IGF do Haiti, cujo foco principal foi “Conectar os desconectados e construir o futuro digital no Haiti”. Este fórum girou em torno da conectividade e do acesso à Internet neste país para combater a exclusão digital.

No evento discutiram sobre a inclusão digital com uma abordagem de múltiplas partes interessadas, promovendo iniciativas voltadas para o desenvolvimento de infraestruturas da Internet e reduzindo as desigualdades de conectividade e acesso à Internet. Iniciativas como ‘Ayitic Goes Global’ procuram melhorar as condições de acesso ao trabalho das mulheres no Haiti através do desenvolvimento de capacidades digitais.

Todas as partes interessadas concordaram em que a conectividade e o acesso à Internet no Haiti devem ser implementados para combater a exclusão digital e reduzir as desigualdades de conectividade e acesso à Internet. “Este é um espaço privilegiado para a comunidade haitiana, já que este fórum é sobre o desenvolvimento do digital”, afirmou Swift. De acordo com os dados fornecidos pelos participantes do encontro, apenas 15% da população haitiana tem acesso à Internet. 

Suscríbete para recibir mensualmente las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe and monthly receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber mensalmente as últimas novidades no seu e-mail