LACIGF: El Salvador no roteiro da Governança da Internet

01/07/2014

A comunidade da Internet da região reúne-se em El Salvador para estabelecer o “roteiro” da nova Governança da Internet no seu primeiro encontro depois da realização de NetMundial no Brasil.

Representantes da sociedade civil, governos, academias e organizações empresariais vão debater, em El Salvador, de 16 a 18 de julho, as etapas a seguir em questões controvertidas, complexas e urgentes tais como a privacidade, segurança e neutralidade da Internet na América Latina e no Caribe, afirmou a LACNIC News, Rafael Ibarra, presidente de SVNet e membro da diretoria do LACNIC.

Rafael garantiu que essa reunião vai ser “a primeira depois da NetMundial”, portanto o documento resultante desse encontro será “uma leitura obrigatória no evento de El Salvador e irá estabelecer alguns eixos principais a serem abordados”.

Há algumas questões mais urgentes do que outras para serem discutidas no LACIGF?

Os assuntos relativos à infraestrutura crítica da Internet deveriam ser tratados com menor ênfase e com menos dedicação de tempo que outros que, por sua natureza, são mais controvertidos, complexos e urgentes tais como a “disjuntiva” entre privacidade e segurança nacional, por exemplo. As revelações sobre intrusão e monitoramento de líderes ou funcionários por parte de outros governos, aparentemente têm colocado em discussão essas questões como as mais prementes, mas na realidade todos os temas são importantes.

Os eixos de discussão a partir de NetMundial têm mudado?

Uma vez estabelecidos os princípios da governança da Internet em NetMundial com alto nível de consenso, esses não deveriam ser tema de muita revisão, já que há bastante consenso (direitos humanos e outros direitos). NetMundial também estabeleceu uma série de questões que devem ser abordadas como passos seguintes, e que foram adiadas nessa reunião. Essas seriam as questões mais importantes a serem tratadas, como por exemplo, a neutralidade da rede e a cibervigilância.

Que importância vocês atribuem a este espaço de discussão regional sobre a governança da Internet?

A grande vantagem desse espaço regional é que a discussão é feita em nossa língua materna (espanhol, português e inglês), e isso permite compreender melhor e dialogar sobre a situação particular dos nossos países que, em muitos casos, ainda estão atrasados na discussão dessas questões.

A região está envolvida nos assuntos da governança da Internet ou ainda falta uma maior participação dos diferentes atores?

Sempre vai ser necessária a participação de mais e novos atores na região. Parte da população é usuária da Internet, e, portanto deve estar interessada nesses assuntos. No entanto, também é verdade que há outros problemas que afetam a vida da maioria dos compatriotas latino-americanos e caribenhos, tais como segurança, emprego, alimentação, energia, etc. Ainda assim, sempre é necessário que esses assuntos sejam discutidos na região.  Tomara que mais pessoas participem deste LACIGF, principalmente da região centro-americana e caribenha, já que estão muito próximas, e possam depois realizar seus trabalhos de divulgação e discussão nos seus respectivos países.

Suscríbete para recibir mensualmente las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe and monthly receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber mensalmente as últimas novidades no seu e-mail