O impacto de hospedar um evento de LACNIC

30/01/2018

Todos os anos, os eventos de LACNIC geram um grande impacto nas cidades onde são realizados. Compromisso obrigatório da comunidade da Internet da América Latina e o Caribe, cada reunião reúne quinhentas pessoas de pelo menos 30 nacionalidades diferentes, incluindo especialistas e representantes da academia, sociedade civil, mundo empresarial, governos e profissionais da indústria das telecomunicações.

Os eventos de LACNIC constituem uma das reuniões mais importantes da Internet na região tanto pelo nível das discussões e apresentações dos palestrantes quanto pela troca de experiências entre os participantes.

Da mesma forma, os eventos geram um efeito em cascata nos países anfitriões, mobilizando comunidades locais, promovendo sua participação nas áreas de decisão da Internet e posicionando as entidades organizadoras como líderes regionais (https://goo.gl/13tQwu ).

Como patrocinadores e anfitriões do evento, as entidades que organizam as reuniões mostram sua liderança nacional e regional em questões relevantes para o desenvolvimento adequado da Internet. Além disso, promovem o envolvimento da comunidade nacional nos debates regionais; influenciam nas discussões sobre questões da Internet, promovendo seu desenvolvimento e promoção; e estabelecem contatos de primeira mão com especialistas reconhecidos a nível regional e mundial.

Impacto local. Karen Gamboa do NIC Costa Rica (organizador de um dos últimos eventos em 2016) compartilhou os desafios e benefícios que resultaram da reunião LACNIC 26 realizada nesse país. “Conseguimos atrair cerca de 500 especialistas em redes e centenas de membros da comunidade da Internet da América Latina e o Caribe, quem participaram de palestras e conferências sobre o estado atual das redes na região”, disse Gamboa.

Ela afirmou que graças a esta reunião e outros eventos, NIC Costa Rica tornou-se uma instituição de referência na discussão de assuntos referentes à tecnologia a nível local e internacional.

Também contou que a Costa Rica foi o primeiro país a oferecer bolsas para pessoas entre 18 e 29 anos, a fim de incentivar a participação de jovens em eventos de LACNIC. Além disso, do ponto de vista técnico foi um desafio implementar o IPv6 nos quartos do hotel que hospedou a reunião e nos eventos sociais.

A experiência do Brasil. Harmut Glaser, secretário executivo do Comitê Gestor da Internet no Brasil, salientou que para LACNIC 27 -realizado em Foz de Iguaçu em 2017- a organização exigiu muito planejamento, trabalho em equipe e boa negociação com os diferentes atores envolvidos no evento. Ele garantiu que para NIC.br, foi muito bom tornar-se facilitador de ‘networking’ dos participantes do evento, procurando estabelecer novos contatos entre eles.

“Por que encorajaríamos as organizações de outros países a organizarem um evento similar?” Para permitir que todos os participantes do evento conheçam a infraestrutura do país organizador e, assim, facilitar a troca de informações com as equipes locais e estabelecer novos contatos”, concluiu.

Por mais informações: https://goo.gl/13tQwu

Suscríbete para recibir mensualmente las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe and monthly receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber mensalmente as últimas novidades no seu e-mail