Chamada para apresentação de trabalhos para o Fórum Técnico de LACNIC

22/01/2019

O Fórum Técnico de LACNIC (FTL) prepara a agenda de trabalhos e apresentações para sua segunda edição, que será realizado de 6 a 10 de maio em Punta Cana, durante a reunião LACNIC 31. A chamada é aberta até 1 de fevereiro.

Essa iniciativa, lançada no ano passado, é resultado da evolução e confluência de três espaços consolidados da região: o Fórum IPv6 da América Latina e o Caribe, o Fórum de Interconexão Regional e o Fórum de Segurança de Redes.

Jorge Villa, membro do Comitê de Programa do FTL, estima que a segunda edição deste espaço técnico vai ser muito enriquecedora, a julgar pela qualidade dos trabalhos que está recebendo e analisando a equipe coordenadora da agenda de apresentações.

Villa destacou que, apesar da pouca idade, o Fórum Técnico de LACNIC é inquestionavelmente um dos principais espaços de troca de experiências e conhecimentos técnicos relacionados ao desenvolvimento da Internet na região. “Para mim, um dos pontos mais fortes é o capital humano. Apesar de muitas vezes subestimarem, a região conta com excelentes profissionais, altamente qualificados e acima de tudo muito colaborativos, ávidos por ajudar e fazer, o que proporciona uma vantagem adicional: qualquer pessoa é bem-vinda no Fórum, independentemente de seu nível de conhecimento e do seu local de residência”, disse o membro do Comitê de Programa do FTL.

Aberto e dinâmico. Embora existam outros fóruns ativos em várias organizações e países da América Latina e o Caribe, muitos se limitam a problemas específicos dessas organizações ou países. No entanto, o Fórum Técnico de LACNIC é um espaço de participação totalmente aberto, não restrito apenas para pessoas da região.  “O mesmo é discutido um problema local de uma organização ou debatidas as alternativas de implementação que foram usadas em diferentes países, e sempre pode ser alcançado um resultado positivo na comunicação. Algo fundamental é que as pessoas da região estão debatendo e resolvendo por si mesmas os problemas; o que inevitavelmente ajudará a contribuir para o nosso desenvolvimento, quebrando certas barreiras mentais que ainda existem, por conta da própria história da região “, disse Villa.

Salientou que a diversidade da região não tem sido uma dificuldade para a interação e integração.   “Só conseguiremos fazer a região crescer somando os esforços de todos. Ninguém tem a verdade, só nos aproximamos realmente a ela quando unimos o conhecimento de todos”, apontou o engenheiro cubano.

O que está por vir. Sobre a agenda em Punta Cana, Villa enfatizou que será um fórum muito bom, superior ao primeiro. Esta edição tem uma melhor estrutura e organização. “As mudanças são baseadas em grande parte da experiência adquirida no ano passado” disse. “Por exemplo, a chamada para apresentação de trabalhos tem circulado por várias semanas e foram feitas várias tentativas para que chegue a outros grupos e organizações de interesse dentro e fora da região. Portanto, há melhores opções para que mais pessoas fiquem sabendo a tempo e possam apresentar seus trabalhos e, assim, enriquecer o debate e o aprendizado. No ano passado houve exposições muito boas; mas tenho certeza de que, desta vez, a qualidade será muito melhor”.

Ele antecipou que haverá apresentações sobre debates atuais e casos práticos que ocorreram na região, sobre as melhores práticas em operação de redes, implementação do IPv6, convergência de redes, Internet das Coisas, tecnologias emergentes (tais como SDN), protocolos de roteamento, certificação de recursos e, claro, aspectos relacionados à segurança de redes.

Por mais informações sobre a chamada, acesse aqui.

Suscríbete para recibir mensualmente las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe and monthly receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber mensalmente as últimas novidades no seu e-mail