LACNIC

Eventos

A nova normalidade de esgotamento do IPv4

07/10/2020

Das 600 solicitações de recursos de endereços IPv4 que existem hoje no LACNIC, unicamente 170 dessas organizações receberão espaço nos próximos 12 meses, informou o gerente de Serviços do LACNIC, Alfredo Verderosa, durante a sua dissertação no LACNIC 34 LACNOG 2020. As outras 400 organizações, bem como as que ingressarem futuramente, deverão esperar um período de tempo maior, comentou Verderosa.

Durante esta última fase de esgotamento, que começou em fevereiro de 2017, o LACNIC alocou mais de 5,6 milhões de endereços IPv4 a quase 6.000 novos associados. Desse total, 5.196.032 endereços foram distribuídos a provedores de Internet e 189.952 a usuários finais de Internet (veja o gráfico 1)

O esgotamento do IPv4 na América Latina e Caribe é um assunto devidamente planejado por nossa comunidade e regulamentado através de políticas há mais de 8 anos”, apontou o gerente de Serviços do LACNIC. No dia 19 de agosto deste ano, o LACNIC outorgou a reserva do último bloco disponível de endereços IPv4 da fase 3, após dobrar a média do número de alocações na primeira quinzena desse mês (veja gráfico 2). O LACNIC registrou também, nesse mesmo mês, um número recorde de novos associados (234).

Nesta fase 3 as alocações são restritas em tamanho e periocidade, segundo as políticas definidas pela comunidade do LACNIC. Somente será possível realizar alocações a novos associados entre /22 e /24. Cada novo associado poderá receber unicamente uma alocação inicial deste espaço.

Verderosa sinalizou que nesta fase, a quantidade de blocos a serem recuperados pode ser dinâmica. “Praticamente, durante todos os meses são recuperados IPs que serão atribuídos novamente ao finalizar a quarentena.  Entretanto, o volume recuperado é baixo. Esperamos recuperar em média em torno a 5 e 6/22 a cada mês”, acrescentou.

Este espaço recuperado, deve passar por um processo de quarentena de seis meses. Os primeiros endereços em quarentena estão desde março, e, após transcorridos os seis meses, serão liberados os primeiros blocos.

Longas esperas. Atualmente existem cerca de 200 solicitações de endereços IPv4 em lista de espera e outras 400 em processo. Dessas 600 solicitações o LACNIC estima que somente 170 receberão espaço nos próximos 12 meses (antes de setembro de 2021). “As mais de 400 restantes, bem como as que solicitações futuras, terão que esperar por um período ainda superior”, apontou Verderosa.

Nesse sentido, Verderosa afirmou que as organizações que quiserem atender à demanda de espaço IP de forma efetiva e definitiva, devem implementar IPv6 o quanto antes.