Novos fundos para continuar inovando na América Latina e o Caribe

31/01/2012

Alexandra Dans - Responsable de Cooperación Institucional de LACNIC

Alexandra Dans – Responsável de Cooperação Institucional de LACNIC

Em resposta às necessidades e demandas da região, o LACNIC tem conseguido um novo acordo para poder dar continuidade ao trabalho do Fundo Regional para a Inovação Digital na América Latina e o Caribe (FRIDA), que desde o ano de 2004 tem financiado mais de 50 projetos de inovação em TICs em 15 países da região. O acordo assinado com o IDRC do Canadá, envolve disponibilidade financeira para mais três anos e a formação de uma aliança global com ISIF, uma iniciativa gêmea de APNIC que funciona na Ásia e no Pacífico e a criação de um programa semelhante por parte de AfriNIC, para a África.

Essa aliança vai permitir somar esforços na formação de redes e de capacidades e melhorar o trabalho de cada programa em sua região.

Neste ano, está previsto para a América Latina e o Caribe, manter a modalidade de duas convocações anuais: uma para projetos de pesquisa e outra para o Prêmio Frida 2012.

Alexandra Dans, responsável pelo programa FRIDA, ampliou detalhes sobre os novos planos e sobre as organizações  que podem aplicar para esses fundos.

O que é o Programa FRIDA e que representa para a região da  América Latina e o Caribe?

FRIDA é o Fundo Regional para a Inovação Digital na América Latina e o Caribe.  É uma  iniciativa do LACNIC (Registro Regional de Endereços da Internet para a América Latina e o Caribe) que começou suas atividades no ano de 2004 e que ainda conta com o financiamento do Centro Internacional de Pesquisas para o Desenvolvimento (IDRC) do Canadá e a Internet Society (ISOC). O programa procura contribuir ao desenvolvimento da Sociedade da Informação em nossa região oferecendo financiamento para projetos de pesquisa (através de pequenas subvenções) e reconhecendo iniciativas inovadoras no uso das TICs para o desenvolvimento através do seu Prêmio FRIDA outorgado todos os anos.

Desde seus inícios em 2004, o programa de convocação para projetos de pesquisa tem realizado cinco  chamamentos para os quais, cerca de 900 grupos de pesquisa de mais de 20 países da região têm realizado propostas e através dos quais foram apoiadas 50 iniciativas de 15 países da região. O Programa procurou dar uma resposta ao baixo investimento na pesquisa, investindo mais de 1.200.000 dólares americanos em nossa região.

Por sua vez, o Prêmio FRIDA lançou sua primeira convocação em 2010 e junto à convocação de 2011 consiguiu atrair mais de 300 propostas de 34 países da região. No total foram premiadas 15 iniciativas, primeiro no marco dos objetivos eLAC 2010 e depois no marco das questões de governança da Internet do Fórum de Governança da Internet 2011.

Quais vão ser as características do programa em 2012?

A partir de 2012 e por três anos, o Programa FRIDA em parceria com a ISIF –um programa gêmeo de APNIC que opera desde 2008 para a região da Ásia e do Pacífico – vão criar uma aliança global com o objetivo de apoiar o desenvolvimento local e regional de projetos dedicados a introduzir, melhorar e aplicar a tecnologia da Internet em prol de cada uma das regiões. A aliança vai procurar também apoiar a criação de um outro programa das mesmas características na África, no marco das atividades do Registro de Endereços de IP dessa região (AfriNIC). Embora a aliança global vai administrar os fundos separadamente para cada região, serão realizados uma série de esforços colaborativos como a formação de redes e de capacidades e a avaliação do trabalho global da Aliança e de cada programa.

A modalidade de trabalho vai continuar sendo a mesma em nossa região e serão realizadas duas convocações anuais: um chamamento a projetos de pesquisa e um outro ao Prêmio FRIDA 2012.

Quem pode participar?

Segundo a modalidade do chamamento (prêmio ou convocação para projetos de pesquisa), poderão participar organizações da região da América Latina e do Caribe que queiram começar uma pesquisa sobre as questões prioritárias definidas no site do programa (www.programafrida.net), bem como organizações da região  que pretendam candidatar o projeto que tenham desenvolvido (esteja ele concluído ou nos últimos estágios do desenvolvimento) para receber um reconhecimento em uma das categorias definidas na chamada para premiação. Tanto os projetos de pesquisa quanto as iniciativas premiadas, deverão estar enquadradas nas questões prioritárias definidas (área de Tecnologias da  Informação e Comunicação para o desenvolvimento) e deverão pertencer a organizações da região da América Latina y o Caribe.

Suscríbete para recibir mensualmente las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe and monthly receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber mensalmente as últimas novidades no seu e-mail