• Newsletter

  • Boletim informativo de LACNIC para a comunidade da Internet

Casa de Internet

Feed
Cambiar tamaño de fuente:

29/09/2017

Steve Crocker: “Somente há endereços IPv6 ou não endereços IPv6”

Steve Crocker, presidente da Junta Diretiva da Corporação da Internet para a Designação de Nomes e Números (ICANN), admitiu que hoje existem tensões decorrentes da coexistência de endereços IPv4 e IPv6 na Internet, mas tem certeza que em um futuro não muito distante, o “IPv6” será o sistema dominante.

Durante sua palestra no evento LACNIC 28 LACNOG 2017, Crocker enfatizou acerca da importância de implementar o IPv6 para poder usar mais “recursos da Internet”.

Crocker salientou, frente à comunidade da Internet da América Latina e o Caribe reunido em Montevidéu para comemorar os 15 anos de LACNIC, o papel e a liderança do registro regional da Internet na região e o trabalho de cooperação com a ICANN ao longo de todos esses anos.

Ele afirmou que tanto LACNIC quanto a ICANN fazem parte de um ecossistema maior da Internet, e que seu desenvolvimento beneficiou tanto às duas organizações quanto ao ecossistema em geral. “A cooperação é chave para o sucesso de nossas organizações”, afirmou.

Crocker focou a sua apresentação no desenvolvimento do IPv6, o protocolo da Internet criado para substituir o atual sistema de endereços. Ele disse que há muitas razões para avançar no IPv6, mas que a Internet está experimentando um atraso porque há pessoas que não querem ou resistem à mudança. Admitiu que o fato de ter dois sistemas operando (IPv4 e IPv6) “gera atrasos e fricções” que demoram as coisas, porque nem todos querem mudar de sistema.

Ele disse que não vê com clareza “o dia mágico em que o IPv4 estiver desativado de todas as redes”, pelo contrário, considera que vai continuar por um longo período de tempo. “Não estamos falando de uma transição normal, mas sim de uma espécie de coexistência do IPv4 e do IPv6 “, disse o presidente da ICANN.

O processo de transição é complicado, leva muito trabalho fazer com que algo novo funcione junto a algo antigo, portanto é preciso trabalhar em etapas, acrescentou.

“Neste momento”, disse Crocker, “estamos em um período em que o IPv6 e o IPv4 convivem porque não vamos nos livrar do IPv4 instantaneamente, mas, do outro lado, não temos escolha senão avançar para o IPv6”.

Para localizar-se no tempo e ver para onde as tensões entre os protocolos da Internet estão indo, ele sugeriu dividi-lo em 5 grandes fases. “A fase 1 foi totalmente IPv4 e já acabou. A fase 2 é principalmente IPv4 com a introdução do IPv6, e é a fase na que estamos atualmente. A fase 3 é mais equilíbrio entre os dois, e a fase 4 é na sua maioria IPv6 e o final do IPv4.
A fase 5 é totalmente IPv6. Esta é uma forma de pensar sobre onde estamos agora e sobre como estamos progredindo no que fazemos “, descreveu Crocker.

Clique para mais imagens:

O caminho para o IPv6 está bastante acessível porque muitas das barreiras foram removidas, portanto “nos próximos anos haverá um impulso importante” para completar a transição.

Para Crocker deve ser adotada a posição de que existem apenas duas classes de endereços da Internet. “Endereços IPv6 e não endereços IPv6. Dessa forma poderemos ajudar a mudar a mentalidade”, finalizou Crocker.

No final de seu discurso, Crocker bateu palmas para LACNIC pelo “enorme trabalho realizado ao longo desses 15 anos”.

Assista ao vídeo: http://bit.ly/2wnGqmg